Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Noticias > Projeto de incentivo à participação das mulheres nos cursos de Engenharia encerra atividades de 2018
Início do conteúdo da página
Notícias

Projeto de incentivo à participação das mulheres nos cursos de Engenharia encerra atividades de 2018

  • Publicado: Terça, 11 de Dezembro de 2018, 16h42
imagem sem descrição.

Foram encerradas na última quinta-feira (6), as atividades do Projeto de Extensão Universitária “As Mulheres na Engenharia e o Ensino Médio” do Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido da UFCG, cujo objetivo era incentivar as estudantes da Escola Estadual de Ensino Médio José Gonçalves de Queiroz na escolha pelos cursos da área de engenharia.

O encerramento reuniu alunas integrantes e a coordenadora do projeto, professora Vilma Maria Sudério, o técnico de laboratório de Física, Osvaldo Farias, representantes daquela escola estadual e as estudantes participantes do projeto pela escola.

De acordo com a professora Vilma Sudério, na maioria das vezes as estudantes não fazem engenharia porque não tem conhecimento do que é engenharia e através do projeto, elas tiveram a oportunidade de conhecer um pouco sobre as engenharias do CDSA e suas respectivas carreiras profissionais.

Foram envolvidas no projeto, seis alunas do CDSA, sendo duas de Engenharia de Biossistemas, duas de Engenharia de Biotecnologia e Bioprocessos, duas de Engenharia de Produção e uma bolsista do curso de Biotecnologia. Durante oito meses de duração do projeto foram realizadas palestras, inicialmente uma palestra para 300 meninas, do primeiro, segundo e terceiro ano, e no decorrer do projeto, esse total foi sendo reduzido até chegar em 30 meninas que quisessem de livre espontânea vontade participar de forma mais efetiva.

“Tínhamos uma programação a ser seguida e que foi cumprida com a realização de simulados, palestras, oficinas tecnológicas dentro das diferentes normas, visitas a todos os laboratórios ligados às engenharias, conversas com os professores e, nesse mês de dezembro, estamos encerramento o projeto”, disse a professora que agradeceu a participação das estudantes, bem como, a parceria da escola que abriu as portas par que as ações acontecessem. “O projeto era para incentivar e não para impor a escolha pela Engenharia, mas tenho certeza que as estudantes que participaram, assimilaram sobre o que é fazer uma engenharia e já podem optar por essa área”.

Uma das estudantes da Escola Estadual, apesar de informar paixão pela área de direito, “abraçou” o projeto e destacou a importância das informações obtidas para a quebra de preconceito ou mito de que a engenharia é curso difícil, declarando as engenharias com uma área que ela também optaria.

“O projeto foi muito importante para a Escola porque permitiu que nossas alunas conhecessem as engenharias que o CDSA oferece, assim, elas puderam ampliar o leque de possibilidades de cursos. De posse das informações que receberam, os cursos de engenharia, certamente serão uma das suas opções”, falou a coordenadora pedagógica da Escola Estadual José Gonçalves de Queiroz, Ivoneide Araújo.

(Rosenato Barreto – Assimp CDSA/UFCG)

registrado em:
Fim do conteúdo da página